quarta-feira, 24 de maio de 2017

Corte de Espinhos e Rosas

  Gênero. Romance, Fantasia, distopia, aventura, ação...
  Livro da Série. 1.

Resultado de imagem para corte de espinhos e rosas              Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. O livro nos mostra um universo dividido por uma muralha, de um lado o território feérico [Corte Primaveril, Corte Outonal, Corte Estival, Corte Noturna, Corte Diurna, Corte Crepuscular e Corte Invernal] e do outro o território humano. A protagonista, Feyre, é a filha caçula de um casal de mercadores que eram donos de grande fortuna. Mas após perder sua mãe, seu pai perde todo seu patrimônio, então ela é forçada a se tornar uma caçadora para assegurar a sobrevivência de sua família.

                Em um dia de caçada Feyre mata um lobo, e logo após o ocorrido uma criatura bestial surge exigindo uma reparação, o lobo na verdade era um Feérico e Feyre deveria escolher entre morrer naquele exato momento ou viver para sempre com os Feéricos. Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, grão senhor da Corte Primaveril. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo e Feyre deve provar seu amor para detê-la... Ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Comentário:
             
          O que me chamou atenção em Corte de Espinhos e Rosas foi definirem ele como ''um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones'' e fui procurar por sinopse, resenhas, spoilers e tudo que pudesse encontrar sobre a série. Fiquei tão envolvida que comprei os dois livros da série e sinceramente não me arrependo, é maravilhoso.
          O livro apresenta um universo totalmente diferente de qualquer livro que li, a descrição precisa e delicada só engrandece a obra. A estoria é contada na perspectiva da Feyre e até pouco antes dos últimos capítulos o livro aborda todo o processo de Feyre estar em um lugar desconhecido do qual ela quer fugir, com seres poderosos e mais fortes que ela, o desenvolvimento do relacionamento dela com os feéricos, a preocupação dela com a família, a busca por descobrir sobre a praga que afeta os feericos e provavelmente irá afetar os humanos e todas as questões que lhe são impostas depois de ser jogada nesse mundo que não lhe pertence. O livro dá uma acelerada nas últimas páginas que é quando parte de alguns mistérios são revelados e Feyre é a única que pode fazer algo sobre a situação.
        Eu amei o enredo, o universo contido no livro, a forma que a autora escreve, descreve, e os personagens em sua maioria são maravilhosos. O universo que habita nesse livro é cativante, e sou suspeita para falar porque essa serie se tornou um dos meus xodós e estou recomendando esses livros para o mundo inteiro. Mas confiem em mim, ok? Leiam. Vale muito a pena.

obs. Um adendo importante é que tudo faz sentido quando você lê o segundo livro, estou falando sobre isso porque muitas pessoas comentaram sobre a sensação de que havia algo de errado na trama, sabe? Mas é tudo proposital e a Sarah foi maravilhosa e genial escrevendo esses livros, então seria interessante que adquirissem os dois livros. Outro ponto ainda sobre ambos os livros é que se o primeiro livro é muito bom, queria dizer que o segundo é simplesmente perfeito. Então vão ler, ok?
                


Nenhum comentário:

Postar um comentário